Comida da gente: solidariedade do produtor ao consumiror

Faz um tempo que estou buscando uma alimentação mais saudável, sem agriotóxicos e ingredientes industrializados. Sempre achei muito difícil e caro manter esse esquema, até ser apresentada ao grupo Comida da Gente, no Facebook.

A ideia do grupo é facilitar a compra de alimentos saudáveis, eliminando os intermediários entre o consumidor e o produtor. Funciona assim: se eu estiver interessada em comprar um produto, posso buscar um produtor e organizar uma compra coletiva com as pessoas do grupo. Outra forma é o próprio produtor organizar a lista e cuidar de todo o processo.

Em geral, tanto os organizadores quanto os produtores precisam de pessoas que se voluntariam para distribuir volumes menores da compra em seus bairros. Essas pessoas, chamadas de deslocadores, fazem isso apenas por serem solidárias, não ganhando nada com isso.

Vende de tudo no grupo, de cestas de vegetais até mudas de frutas raras e exóticas. Adoro os cogumelos, as frutas vermelhas, os queijos e, em especial, os grãos e castanhas que faço logo um estoque.

O grupo é fantástico e tem muita gente legal se dispondo a fazer o bem para o outro. Para manter esse clima, sugiro que os novatos leiam as regras do grupo e tentem entender como funciona antes de começar a participar. É uma comunidade que, como qualquer outra, tem seus protocolos. Cuidado para não ser deselegante.

Mercado de peixe São Pedro

Eu faço o que for preciso para conseguir ingredientes perfeitos para as minhas receitas. Mesmo que isso signifique ir até outra cidade. Não que cruzar a Baia de Guanabara e ir até Niterói seja um grande sacrifício. Pelo contrário. A visita ao mercado de peixe São Pedro é um passeio incrível.

Dona Teca, a senhora minha Mãe, vive me pedindo para levá-la para aquelas bandas. Juntamos a família e vamos em grupo agradar a matriarca. O legal é que tem uns restaurantes muito honestos no segundo andar, que servem peixe frito e cerveja gelada. Você faz as suas compras e ainda curte um almocinho delícia.

Avenida Visconde do Rio Branco, 55 – Ponta D’Areia
Niterói, Rio de Janeiro. CEP 24020-000
Telefone: (21) 2620-3446
Funcionamento: de terça a sexta, das 6h às 18h. Sábados: das 6h às 16h. E domingos: das 6h às 13h

Gelato italiano

Sempre fui louca para provar o tradicional gelato italiano. Este ano tive, finalmente, minha chance.

Mesmo com a neve e o frio absurdo que enfrentamos na Itália em fevereiro de 2012, não me faltou coragem.

O melhor de todos os que eu provei foi na pequena sorveteria Gelato per Passione, na Via del Governo Vecchio, em Roma.

Provei uns cinco sabores maravilhosos nesta loja e o campeão foi o de nozes com figo. Ai, uma delícia!

Mercado Les Enfants Rouges

Eu, meu marido e minha filha fizemos uma viagem maravilhosa agora em janeiro. França e Itália. Ai que maravilha!

Claro que entre um museu e outro, Dona Tetéia parava milhares de vezes para fotografar e provar delícias das culinárias fantásticas desses dois países.

Como alugamos apartamentos nas cidades em que passávamos, acabei cozinhando quase todos os dias. Publicarei algumas receitinhas depois.

Hoje trago pra vocês uma dica incrível, o Les Enfants Rouges. Construído em 1615 pelo rei Luis XIII, é o mercado de comida mais antigo de Paris. Fica na Rue de Bretagne, no Marais, um dos bairros mais elegantes da cidade.

O legal é que, além de vegetais, peixes e frutas frescas, você encontra neste mercado diversos pequenos restaurantes com os mais variados tidos de comida.

Vale muito a pena passear por este bairro incrível numa manhã de domingo, curtindo todas as lojas de antiguidades e brechós que você só encontra aqui e fechar com um almoço delicioso no Les Enfants Rouges.

Ah, Paris…

Le Marche des Enfants Rouges
39 rue de Bretagne
Horários: terças, quartas, quintas e sextas, das 8h30 às 13h e das 16h às 19h30. Sextas e sábados, das 8h30 às 13h e das 16h às 20h. Domingos, das 8h30 às 14h

Metrô: Filles- Calvaire ou Temple

Horta no apartamento

Outro dia dei uma festa e comprei uma pimenteira carregada de pimentas dedo-de-moça. Depois do entra e sai festivo, claro que a plantinha secou (olho grande, será?). A minha gata Valentina amou arrancar as pimentas secas do pé e brincar com elas pela casa, me dando um baita trabalho pra varrer. Fiquei com muita pena de jogar fora. Tirei as sementes de umas 20 e semeei. Nasceram mais de 200 brotos.

Fiquei tão empolgada que comecei a enfiar uns tocos de verduras na terra, a comprar mudas e secar semente de tudo. E não é que está dando certo?! Já tenho um pé de feijão com 10 vagens, funcho, hortelã, cebolinha, pimenta, manjericão almeirão, boldo, alecrim, jaboticabeira e uma figueira dando frutos. Tudo plantado em vaso.

Cardápio de Ano Novo (atualizado)

Alguns amigos  passarão o Ano Novo na nossa casa. Não diria que é bem uma festa. Está mais para uma reunião.

Como uma das minhas amigas disse que adora presunto tender, esse já garantiu o lugar no cardápio. Tirando isso, tudo que eu penso é que devo fazer coisas que tragam boa sorte e muitos elogios.

Andei pesquisando algumas mandingas e simpatias e separei algumas receitas que têm esse clima e mais algumas coisinhas pra complementar, como strudel de bacalhau e pão de alho e ervas. De sobremesa, meu manjar diet

Biscoito da sorte do Cooking With Me

Salada de lentilha do Kalin’s Kitchen

Presunto assado na laranja e molho de mostarda do Jamie Cooks

Panna Cotta de coco e baunilha com gelatina de romã do La mia vita dolce

A romã representa as paixões, a fertilidade e a prosperidade.

Cada copinho terá sete gomos, as semenetes devem ser guardadas na carteira pra atrair dinheiro em 2012.

Pão de alho e ervas do My Custard Pie

Grissini de queijo e pimenta do Un Deujener de Soleil

Trufa de gorgonzola (vou fazer com pera) do The Galley Gourmet