Especial da Semana Santa: receita de bacalhau à Gomes Sá

Todo mundo que gosta de bacalhau já provou este prato e provavelmente, assim como eu, não faz ideia de por que raios ele tem este nome. Como a curiosidade mata e a Wikipedia está aí pra isso mesmo, vamos acabar com essa dúvida agora mesmo. José Luís Gomes de Sá foi o cozinheiro  e dono do Restaurante Lisbonense, no Porto, que supostamente inventou esta receita.

Como está é uma receita fácil e bem simples de fazer, é uma boa opção para o festas como Natal e Semana Santa.

Ingredientes:

  • 800 gramas de bacalhau dessalgado e em lascas
  • 1 kg batatas grandes
  • 3 ovos cozidos
  • 3 cebolas
  • 3 dentes alho
  • 1/2 xícara de chá de azeite
  • 1 ramo salsa
  • Sal grosso
  • Quantidade que baste de sal refinado
  • Pimenta do reino moída
  • 1 xícara de azeitonas pretas
  • Leite suficiente para cobrir o bacalhau

Modo de fazer:

  • Limpe as peles e espinhas do bacalhau e separe a carne em lascas. Coloque-as num recipiente, cubra com leite quente e deixe repousar cerca de 1 hora. Escorra.
  • Cozinhe as batatas inteiras e com pele em água temperada com sal grosso, por mais ou menos 35 minutos. Não deixe cozinhar demais para não desfazer. Deixe esfriar um pouco, descasque as batatas e corte em pedaços pequenos.
  • Pique as cebolas em meias luas. Coloque numa frigideira larga e refogue em azeite, juntamente com alho picado, até ficarem transparentes.
  • Misture as batatas ao bacalhau com cuidado para não desmanchar muito. Prove o sal e  tempere com pimenta.
  •  Coloque num tabuleiro, regue com azeite e leve ao forno preaquecido a 200 graus por 15 minutos.
  • Retire do forno e decore com ovos cozidos e cortados em rodelas ou picados, salsa picada e azeitonas pretas. Sirva quente.
Anúncios

Especial da Semana Santa: receita de frigideira de bacalhau

Esta receita de frigideira é um clássico na casa da minha mãe. Não faço ideia da origem, mas pelo uso do leite de coco, suponho que seja do Espírito Santo, de onde vem toda a minha família.

Esta é uma receita fácil e que dispensa grandes acompanhamentos, bastando apenas uma saladinha verde. Pode ser uma alternativa diferente para o almoço de Páscoa.

Ingredientes:

  • 800 gramas de bacalhau dessalgado
  • 3 dentes de alho amassados
  • 2 cebolas grandes bem picadas
  • 4 tomates sem pele e sem sementes
  • 1/4 de xícara de chá de azeite
  • 1/2 xícara de coentro picado
  • 2 colheres de sopa de farinha de trigo
  • 4 gemas
  • 4 claras batidas em neve
  • 1 garrafa pequena de leite de coco
  • Azeitonas
  • Sal
  • Pimenta do reino a gosto

Modo de preparo:

  • Retire pele e espinhas do bacalhau. Desfie.
  • Em uma panela coloque o azeite, as cebolas e o alho e frite até ficarem transparentes.
  • Junte o bacalhau desfiado, os tomates e o coentro e refogue. Tampe e deixe cozinhar por 20 minutos, mexendo de vez em quando.
  • Acrescente a farinha de trigo, misture e junte o leite de coco. Cozinhe mexendo até engrossar.
  • Tempere com o sal e a pimenta.
  • Retire do fogo e coloque numa forma untada com azeite.
  • Bata as claras em neve, acrescente as gemas e bata delicadamente.
  • Misture 1/2 xícara de chá da mistura de ovos ao bacalhau.
  • Espalhe o restante sobre o bacalhau e leve ao forno preaquecido a 200ºC  por 10 minutos ou  até dourar.

Receita de baba ghanoush

Não sou cozinheira de fim de semana. Todo santo dia preparo pelo menos uma refeição em casa, em geral o jantar. Além de garantir uma alimentação saudável e barata, este é o momento em toda a família se junta pra jogar conversa fora.

Mesmo trabalhando e tendo milhares de outras tarefas todos os dias, faço questão de seguir um cardápio semanal pensado sempre no domingo, com receitas novas e diferentes. Esta semana tivemos o dia árabe. A novidade foi o baba ghanoush (ou Babaghanoush, do árabe بابا غنوج), um prato típico do Oriente Médio, que se prepara com beringela e tahine, que eu mesma fiz porque estava sem em casa. Fica pronto em 30 minutos. Você também pode usar como quitute para festas.

Ingredientes:

2 beringelas

2 dentes de alho

2 colheres de sopa de tahine

2 colheres de sopa de azeite

Sal

1 colher de sopa de limão

1 pitada de cominho

Modo de fazer:

Corte as beringelas ao meio e asse em forno médio por 20 minutos. Depois disso, retire toda a poupa. Descarte a casca fina que sobrar. Amasse com o garfo ou bata no liquidificador.

Junte alho amassado e todos os outros ingredientes. Mexa bem.

Regue com azeite e sirva decorado com salsa fresca picadinha.

Croquete de siri

Como não frito absolutamente nada, este croquete de siri é feito no forno. Fica uma delícia e não pesa na consciência. Perfeita como entrada.
Ingredientes:
400 gr de carne de siri (pode ser congelada)
150 gr de cream cheese
1/2 molho de coentro
80 ml de azeite de oliva
100 gr de farinha de rosca
02 ovos
farinha de trigo para empanar
Sal e pimenta a gosto
Suco de um limão
Modo de fazer:
Tempere a carne com sal, pimenta , coentro, limão e azeite de oliva e cozinhe mexendo sempre. Retire do fogo e deixe esfriar. Junte a farinha de rosca e deixe descandar por 10 minutos.
Faça bolinhas e recheie com o cream cheese.
Bata os ovos grosseiramente. Passe as bolinhas nos ovos e depois empane com a farinha de trigo.
Pré-aqueça o forno a 260 graus.
Unte um tabuleiro com teflon com azeite. Arrume as bolinhas e leve ao forno e vá virando até dourarem.

Ratatouille Niçoise

Essa receita fica maravilhosa com peixe branco grelhado ou sobre torradas de pão branco.

Ingredientes:

400g de cebolas brancas
1/2kg de abobrinhas
600g de pimentões verdes e vermelhos
1/2kg de tomates maduros
1/2 cabeça grande de alho
25ml de azeite de oliva
Sal e pimenta branca moída a gosto do chef
10 folhas de manjericão fresco
1 bouquet garni

Modo de fazer:

Descasque as cebolas. Corte as pontas das abobrinhas e beringelas. Lave os pimentões e tire as sementes e o miolo. Pique tudo separadamente.
Em uma frigideira aquecida, refogue no azeite a cebola, os pimentões, a aborbiha e a berinjela, separadamente, até dourar.
Deixe escorrer numa peneira e transfira para uma cassarola ou panela com uma tampa.
Tire a pele, o miolo e as sementes dos tomates. Corte em pedaços e junte aos outros vegetais.
Pique e esmague os alhos e adicione. Tempere com sal a pimenta. Junte o bouquet garni.
Regue com azeite e cubra com a tampa. Leve ao fogo baixo por 30 a 40 minutos, até que fique cozido, mas sem resmanchar.
Retire do fogo, adicione o manjericão e sirva.
Rende 8 porções.

Chester recheado com farofa de nozes

Resolvemos fazer chester este ano, mas esta receita fica ótima com peru também. Vem sendo feita há anos nos natais da família do meu marido, imagino que desde a década de 50, quando sua vó Biela ganhou o livro “Seis Capítulos de Garfo e Colher”. Depois de passar pela minha sogra, a publicação foi passada para mim, que tenho como missão preservá-la para minha filha. Ai, que responsabilidade.

Ingredientes:

1 chester gordo

100g de margarina para pincelar

Para a vinha d’alhos:

800 ml de vinho branco seco

1 copo de vinhagre branco

10 alhos socados

Sal

Folhas de louro

Pimenta do reino

Cebola picadinha


Para a farofa:

1 cebola ralada

4 colheres de sopa de margarina

500g de farinha de mandioca torrada

100g de nozes picadas

1 molho de cheiro verde picado50 gramas de passas

Sal

Modo de fazer

Ponha o chester na vinha d’alhos de véspera.

Faça a farofa derretendo a margarina em fogo alto e refogando a cebola. Junte a farinha de mandioca e refogue , mexendo de vez em quando, por 5 minutos, ou até dourar a farinha. Acrescente as nozes, as passas e  sal e deixe por mais 3 minutos. Adicione o cheiro-verde e retire do fogo.

Recheie a cavidade do chester com a farofa e depois o papo. Feche ambos com palito ou costure.

Coloque o chester uma assadeira e pincele a margarina. Coe a vinha e regue a ave. Cubra com papel laminado e deixe assar por 1h30min em fogo muito baixo. Regue com o caldo de tempos em tempos.

Tire o papel laminado, vire a ave e deixe no forno por mais 1h30min em fogo bem baixo. Regue com o caldo (se preciso, adicione água ao caldo aos poucos) de tempos em tempos.

Sirva em uma grande tracessa decorada com alface.

Suflê de cenoura com ragu de carne

sufle_ragu

Eu queria fazer uma comida bem rápida e com alguma coisa que eu tivesse na geladeira. Lá estavam duas cenouras. Resolvi fazer um suflê com ragu de carne, uma espécie de picadinho.
Com um vinho, ficou perfeito.

Suflê de cenoura
2 cenouras cozidas na água com sal
2 ovos
100 ml de leite desnatado
1 colher cheia de farinha de trigo
1 cebola média
Sal
Azeite e farinha de trigo para untar

Ragu de carne
300g de filé picado bem pequeno
1 cebola picada
5 alhos socados
Pimenta do reino
Sal
3 tomates pelados e picados
80ml de vinho tinto
1 sache de caldo de carne em pó

Modo de fazer
Suflê
Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto as claras dos ovos, que devem ser batidas em neve. Após virar um creme homogêneo, acrescente as claras, mexendo com cuidado.
Leve ao forno médio em refratário untado com azeite e farinha de trigo. Deixe assar até que fique com a superfície dourada.

Ragu de carne
Leve a cebola e o alho ao fogo em panela com teflon. Se não você tiver, ponha um fio de azeite. Quando estiver transparente, coloque a carne e o vinho e deixe evaporar.
Acrescente os tomates (eu uso pomodori pelati em lata mesmo), o caldo de carne, sal e pimenta. Ajuste o tempero e deixe cozinhar por uns 15 minutos em fogo médio.