Brigadeiro, o básico indispensável

Tem alguma coisa melhor que brigadeiro? Além de fácil de fazer, essa verdadeira instituição brasileira  é barata e todos gostam.

Como não tenho paciência para enrolar bolinha por bolinha, coloco em copinhos de cachaça quando a festa é de adultos e em colherinhas de plástico coloridas quando são para crianças. Espalho sobre a mesa e fica lindo.

Ingredientes:

– 1 lata de leite condensado

– 3 colheres de sopa de chocolate em pó

– 1 colher de sopa de manteiga

– Chocolate granulado

Modo de fazer:

Coloque o leite condensado em uma panela e junte o chocolate e a manteiga. Leve ao fogo baixo e mexa até que comece e descolar o fundo. Isso dá uns 10 minutos.

Se quiser colocar em copos, tem que fazer mais mole e colocar nos copinhos ainda quente. Se for enrolar ou colocar em colheres, pode ter a consistência normal.

Jogue granulado sobre as porções e sirva.

Crème Brûlée à la lavande

Ingredientes:

250 ml de leite
1 mão cheia de flores de lavanda
500 ml de creme de leite fresco
5 gemas
50 g de açúcar
Açúcar de confeiteiro

Modo de fazer:
Na noite anterior, ferva o leite. Apague o fogo e coloque a lavanda. Deixe em infusão.
No dia seguinte, coe o leite e junte o creme de leite.
Bata as gemas e o açúcar até que vire um creme bem claro.
Junte a outra mistura cuidadosamente.
Coloque nos seus ramequins incríveis.
Num refratário, arrume os ramequins e leve ao forno pré-aquicido a 130 graus, em banho-maria, por 30 a 40 minutos.
Retire do forno, deixe esfriar e leve à geladeira por algumas horas.
Na hora de servir, espalhe o açúcar de confeiteiro sobre as cumbuquinhas (ai meu Deus, ofendi os ramequins agora!).
Se você tiver maçarico, beleza. Se não tem, tente assim: leve uma colher de sopa ao fogo, segurando com um pano de prato dobrado pra não queimar a sua mão.
Deixe esquentar bem e passe as costas da colher sobre o açúcar. Vá alisando até ficar caramelado. Você vai ter que esquentar a colher algumas vezes.

Tomates à la provençale

Essa é mais uma das receitas incríves do livro A taste of Provence, que ganhei do meu marido.

Ingredientes:

3 dentes de alho
1 xícara de salsa picada
6 tomates maduros
1 pitada de açúcar
3 colheres de sopa de azeite de oliva
Sal

Modo de fazer:
Descasque os alhos e lave a salsa. Pique ambos os ingredientes e misture.
Lave os tomates e corte-os ao meio no sentido horizontal. Arrume-os com a parte cortada para cima numa travessa refratária untada com azeite. Salpique açúcar sobre a parte cortada e leve ao forno por 5 minutos.

Cubra os romates com a mistura de alho e salsa. Ponha sal a gosto e leve ao forno para dourar.

Sirva assim que tirar do forno.

Ratatouille Niçoise

Essa receita fica maravilhosa com peixe branco grelhado ou sobre torradas de pão branco.

Ingredientes:

400g de cebolas brancas
1/2kg de abobrinhas
600g de pimentões verdes e vermelhos
1/2kg de tomates maduros
1/2 cabeça grande de alho
25ml de azeite de oliva
Sal e pimenta branca moída a gosto do chef
10 folhas de manjericão fresco
1 bouquet garni

Modo de fazer:

Descasque as cebolas. Corte as pontas das abobrinhas e beringelas. Lave os pimentões e tire as sementes e o miolo. Pique tudo separadamente.
Em uma frigideira aquecida, refogue no azeite a cebola, os pimentões, a aborbiha e a berinjela, separadamente, até dourar.
Deixe escorrer numa peneira e transfira para uma cassarola ou panela com uma tampa.
Tire a pele, o miolo e as sementes dos tomates. Corte em pedaços e junte aos outros vegetais.
Pique e esmague os alhos e adicione. Tempere com sal a pimenta. Junte o bouquet garni.
Regue com azeite e cubra com a tampa. Leve ao fogo baixo por 30 a 40 minutos, até que fique cozido, mas sem resmanchar.
Retire do fogo, adicione o manjericão e sirva.
Rende 8 porções.

Não sou velha, sou vintage!

Estou reformando o quarto da minha filha. Minha idéia é  fazer um quarto adolescente meio retrô, com papel de parede colorido combinado com estampas vintage.

Sei que pode parecer que sou uma velha saudosa das estampas setentistas que marcaram minha infância, mas tenho visto combinações tão joviais com este tipo de estampa que resolvi apostar no estilo.

Acabei encontrando um site que vende papéis de parede vintage originais. Uma amiga me incentivou dizendo que comprou da Hausen pela web e deu tudo certo. Tem também a Papeles pintados, que entrega no Brasil. Vou arriscar.