Especial da Semana Santa: receita de bacalhau com batatas ao murro

Esta é uma receita fácil de fazer a até divertida. Dar uns murros nas batatas é a parte mais legal.

Como o preparo deste bacalhau não tem mistério algum, o que posso dizer é divirta-se e aproveite  esta delícia da culinária portuguesa.

Bacalhau

Ingredientes
720g de bacalhau dessalgado
2 litros de azeite extravirgem
4 ramos de tomilho
4 folhas de louro
4 ramos de alecrim
4 dentes de alho com casca

Modo de preparo

  • Esquente em uma panela média o azeite com as ervas e o alho na temperatura de 60ºC.
  • Coloque o bacalhau e deixe cozinhar por 15 a 20 minutos.

Batatas ao murro

Ingredientes
800g de mini batatas
100ml de azeite extravirgem
2 cebolas fatiadas
2 dentes de alho picados
1 pimenta dedo de moça picada
200g de passas pretas
1 punhado de salsa picada
Sal grosso a gosto

Modo de preparo

  • Espalhe sal grosso em um tabuleiro médio.
  • Ponha as mini batatas cruas, com casca e tudo, por cima do sal grosso.
  • Leve o tabuleiro ao forno por 30 ou 40 minutos a 180ºC. Deixe esfriar.
  • Retire as batatas do tabuleiro e, com as mãos, bata até amassá-las.
  • Ponha azeite em uma frigideira e frite as batatas até ficarem crocantes.
  • Junte as cebolas, o alho, a pimenta dedo de moça e as passas. Acrescente a salsa.

Finalização

  • Coloque as batatas temperadas no prato e disponha o bacalhau em cima delas.
  • Regue com o azeite do cozimento do bacalhau.
  • Decore com o alho com casca, tomilho, louro e alecrim.

Especial da Semana Santa: receita de bacalhau à Gomes Sá

Todo mundo que gosta de bacalhau já provou este prato e provavelmente, assim como eu, não faz ideia de por que raios ele tem este nome. Como a curiosidade mata e a Wikipedia está aí pra isso mesmo, vamos acabar com essa dúvida agora mesmo. José Luís Gomes de Sá foi o cozinheiro  e dono do Restaurante Lisbonense, no Porto, que supostamente inventou esta receita.

Como está é uma receita fácil e bem simples de fazer, é uma boa opção para o festas como Natal e Semana Santa.

Ingredientes:

  • 800 gramas de bacalhau dessalgado e em lascas
  • 1 kg batatas grandes
  • 3 ovos cozidos
  • 3 cebolas
  • 3 dentes alho
  • 1/2 xícara de chá de azeite
  • 1 ramo salsa
  • Sal grosso
  • Quantidade que baste de sal refinado
  • Pimenta do reino moída
  • 1 xícara de azeitonas pretas
  • Leite suficiente para cobrir o bacalhau

Modo de fazer:

  • Limpe as peles e espinhas do bacalhau e separe a carne em lascas. Coloque-as num recipiente, cubra com leite quente e deixe repousar cerca de 1 hora. Escorra.
  • Cozinhe as batatas inteiras e com pele em água temperada com sal grosso, por mais ou menos 35 minutos. Não deixe cozinhar demais para não desfazer. Deixe esfriar um pouco, descasque as batatas e corte em pedaços pequenos.
  • Pique as cebolas em meias luas. Coloque numa frigideira larga e refogue em azeite, juntamente com alho picado, até ficarem transparentes.
  • Misture as batatas ao bacalhau com cuidado para não desmanchar muito. Prove o sal e  tempere com pimenta.
  •  Coloque num tabuleiro, regue com azeite e leve ao forno preaquecido a 200 graus por 15 minutos.
  • Retire do forno e decore com ovos cozidos e cortados em rodelas ou picados, salsa picada e azeitonas pretas. Sirva quente.

Cassoulet de frutos do mar

Cassoulet

Estava há dias com uma vontade quase louca que comer feijão, melhor seria até uma feijoada. Aí vieram as demandas da família: minha sogra em visita à minha casa disse que estava com saudade dos meus pratos com peixe; minha filha pediu lula, seu prato preferido no momento; e meu marido queria uma refeição que combinasse com John Coltrane. Nada melhor que um cassoulet de frutos do mar!

O cassoulet é um prato tradicional da culinária francesa, da região de Limousin, feito com pato, frango, ganso ou cordeiro. A versão com frutos do mar é uma adaptação bem interessante.

Servi com arroz cateto vermelho e me permiti a extravagância do azeite trufado. Ficou espetacular.

Ingredientes:

500g de feijão branco

500 gramas de mistura para paelha (lula, mexilhão, camarão e polvo)

300g de filés de congro picados

300g de camarão miúdo

1 cabeça de alho

sal

pimenta do reino

Ervas de Provance

cominho

azeite

noz moscada

limão

4 tomates pelados

Modo de fazer:

Tempere os camarões miúdos com sal, pimenta do reino, cominho, alho e ervas e cozinhe em 500 ml de águá.

Coloque o feijão para cozinhar com o caldo dos camarões e complete com água.Cerca de 30 minutos são suficientes.

Enquanto isso, tempere o peixe e a mistura para paelha com limão, sal, pimenta, ervas, cominho e noz moscada.

Coloque os frutos do mar em panela pré-aquecida com azeite* e deixe cozinhar por cerca de 10 minutos.  Ajuste o sal e reserve.

*Aqui em casa eu uso panelas com teflon porque não gosto de aquecer o azeite para que ele não vire gordura do mal. Coloco apenas no prato já pronto.

Quando o feijão estiver cozido, adicione os frutos do mar e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos.

Voila!

Cuscuz marroquino com frutos do mar apimentados

CuscuzmarroquinocomfrutosdomarHoje eu vi um programa de turismo sobre o Marrocos e fiquei morrendo de vontade de comer cuscuz marroquino. Como cordeiro demora mil anos para ficar pronto, optei por fazer com frutos do mar, inspirada na receita de Carla Duclos, do blog Entrepanelas.

Dei uma modificada na receita original acrescentando outros frutos do mar além do camarão e coentro.

O que me chamou atenção nesta receita foi o cheiro da canela enquanto refogava o alho. Absurdamente maravilhoso.

Ingredientes:

* 150 g de cuscuz marroquino
* azeite de oliva
* 2 limões
* sal e pimenta do reino moída na hora
*4 dentes de alho picados
* 1 pitada de pimenta calabresa
* salsinha e coentro frescos e picados
* 1 colher de chá de sementes de cominho
* 1 colher de chá de canela em pó
* 300 g de peixe branco (sem pele e sem espinha)
* 300 g de frutos do mar (comprei a mistura de paella congelada)
* 5 tomates bem vermelhos
* 1 xícara de ervilhas congeladas

Modo de preparo:

1. Coloque o cuscuz num refratário e adicione uma boa porção de azeite de oliva, suco de 1 limão siciliano, sal e pimenta do reino a gosto. Adicione água fervente até cobrir o cuscuz, cubra com um prato e aguarde até que ele absorva toda a água (cerca de 10 minutos).
2. Leve uma panela ao fogo com azeite de oliva e quando o azeite estiver aquecido coloque o alho, a pimenta, o cominho e a canela e mexa. Coloque o peixe por cima, os frutos do mar, os tomates picados e a ervilha. Adicione o suco de 1 limão siciliano. Tampe a panela e quando levantar fervura, abaixe o fogo. Deixe cozinhar por 8 minutos ou até que o peixe esteja cozido. Adicione a salsinha e o coentro (reserve um pouco para servir) e mexa delicadamente. Prove e adicione sal e pimenta a gosto.

Para servir:

* Com um garfo, afofe o cuscuz e coloqe numa travessa um pouco funda (com bordas). Coloque o peixe com o molho de camarão por cima. Salpique um pouco de salsinha picada por cima.

Risoto de camarão

 

Hoje eu queria muito cozinhar, mas não tinha a menor idéia do que iria preparar. Pensei em fazer um pato ou rã e, por fim, optamos por peixe.

Fui até a colônia de pescadores de Copacabana, onde sempre compro peixes ótimos e fresquinhos. O problema é que já passava de meio dia e os pescadores já tinham se mandado. Tudo bem, no stress, a peixaria ao lado sempre tem boas opções.

Acabei mudando completamente os planos e comprei camarões. Optei então por um risoto.

Ficou supimpa!

 

Ingredientes

 

1 kg de camarão VG

1 kg de camarão médio

400 g de arroz arbóreo

100 ml de vinho branco

2 cebolas

3 alhos

1 talo de salsão

2 colheres de manteiga

pimenta do reino

limão

sal

hondashi (tempero de peixe)

azeite

 

 

Modo de fazer

 

Temperar os camarões separadamente com limão, sal e pimenta do reino.

Levar ao fogo 1 cebola, 1 alho e o talo de salsão. Tudo inteiro.

Acrescentar os camarões menores e deixar dourar. Juntar 2 litros de água, o hondashi e deixar ferver por cerca de 30 min em fogo baixo.

Quando passarem os trinta minutos, em outra panela, coloque 1 colher de manteiga e 1 cebola ralada. Deixe dourar. Junte o arroz sem lavar e doure por 3 minutos.

Junte o vinho e deixe o álcool evaporar. Vá acrescentado o caldo aos poucos por cerca de 15 minutos.

 Em uma frigideira, doure os alhos restantes e o camarão VG.

Junte ao arroz cremoso os camarões menores que foram usados para fazer o caldo (a cebola, o alho e o talo de salsão usados no caldo devem ser descartados), os camarões maiores e a manteiga.

Sirva com bastante azeite.

 

Rende 6 porções bem servidas.

 

Dica importante: compre o camarão e peça para os caras da peixaria ou da feira limparem. Lá mesmo eles tiram a cabeça e a casca. Em casa, dê um corte ao longo do corpo do camarão para tirar aquela tripinha que fica em cima e outro para tira a de baixo. Lave bem e passe um pouco de limão.