Quiche de abobrinha

Fazia tempo que eu queria testar essa receita que vi no blog Chucrute com Salsicha (amo!). Trata-se de uma quiche sem massa, muito fácil de fazer e que arrancou muitos elogios da turma aqui de casa. Até minha filha, que não é chegada a um verde, comeu e repetiu.

Não segui o conselho da  receita original, que dizia para comer com tomates assados.

3 abobrinhas cortadas em fatias finas
3 colheres de sopa de azeite de oliva
1 cebola pequena picada
1/2 colher de chá de folhas de tomilho fresco
4 ovos caipiras batidos
2 xícaras de leite integral
1 colher de sopa de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara de ricota bem firme [drene se precisar]
Casca ralada de 1/2 limão
2 colheres de sopa de folhas de manjericão picadas
3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado
2 xícaras de tomates cerejas
1 colher de sopa de azeite
Sal e pimenta do reino moída na hora a gosto

Pré-aqueça o forno em 350ºF/ 176ºC. Corte as abobrinhas em fatias finas no comprimento. Usei um descascador de legumes. Unte uma forma redonda ou quadrada de mais o menos 20 cm com azeite, Cubra com fatias de abobrinha, o fundo e os lados, como se fosse uma massa. Reserve.

Numa panela, aqueça 3 colheres de sopa de azeite e refogue a cebola com o tomilho e duas pitadas de sal. Quando a cebola estiver translúcida e quase dourada, retire a panela do fogo e reserve, deixando esfriar.

Numa vasilha misture os ovos, o leite, 1 colher de chá de sal e a farinha de trigo. Adicione a cebola refogada já fria e reserve.

Numa outra vasilha misture a ricota, o queijo parmesão ralado, as folhas de manjericã, as raspas de limão e sal e pimenta do reino moída a gosto.

Despeje a mistura de ovo sobre a forma forrada com fatias de abobrinhas. Coloque colheradas da ricota temperada sobre a mistura de ovos. Use o resto das fatias de abobrinha para decorar, como se fossem fitas, afundando na mistura de ovos, em volta das colheradas de ricota. Pode polvilhar um pouco de queijo parmesão ralado por cima.

Leve ao forno por uns 40 minutos, ou até o quiche estar firme no centro. Remova do forno e deixe esfriar por uns 10 minutos. Sirva com os tomates assados.

Para fazer os tomates assados, coloque os tomates num refratário e tempere com 1 colher de sopa de azeite e sal a gosto. Leve para assar junto com o quiche, quando este estiver nos últimos 10 minutos de forno. Asse até os tomates ficarem bem cozidos.

Anúncios

Bolo de laranja

Se tem uma coisa que não pode faltar aqui em casa é fruta, especialmente banana e pera. Essas são consumidas sempre antes das outras, que ficam embaçando na geladeira. Acho que a que tem menos saída aqui em casa é laranja, que o povo tem preguiça de descascar. E como é fonte de vitamina C, eu insisto. Compro, sobra, jogo no lixo e compro de novo. Hoje resolvi aproveitar três laranjas que estavam já bem maduras na geladeira pra fazer esse bolo fácil de liquidificador.

Estava tudo sob controle. Massa pronta no assando no forno. Cheirinho começando a se espalhar pela casa. Hora de fazer a calda. Pego a última laranja (yes! nada vai pro lixo essa semana), sigo o passo a passo da caldinha e… me distraio. Estava passando um filme idiota na TV e eu fui dar uma espiada enquanto cozinhava a calda. Queimou. Paciência, vai sem calda mesmo.

Essa receita me parece bem popular na internet. Já vi em vários blogs e sites, com bons comentários. Achei que ficou mais molhada do que eu gostaria. Como é a primeira vez que faço, não sei se solou ou se a proposta é ser meio cremosinha mesmo. O sabor é bom. Meio ácido, meio doce.

Me perdoem pela foto. Fiz com o celular.

Ingredientes:

3 laranjas

2 xícaras de açúcar

2 xícaras de farinha de trigo

2 colheres de sopa de margarina

2 colheres de sopa de fermento

2 ovos

Modo de fazer:

– Unte uma forma com margarina, polvilhe farinha de trigo.

– Aqueça o forno a 180 graus.

– Descasque uma das laranjas e tire a casca nas duas extremidades de outra. Corte as duas em quadro partes no sentido do comprimento. Retire os caroços, o miolo branco e corte cada um dos pedaços em dois.

– Coloque as laranjas, a margarina e os ovos no liquidificador. Bata até formar um creme homogêneo.

– Numa tigela, misture a farinha, o fermento e 2 xícaras de açúcar. Adicione o creme de laranja e misture aos poucos até formar uma massa homogênea.

– Coloque na forma e leve ao forno por 45 minutos.

– Enquanto isso, coloque o suco da laranja restante com 1 xícara de açúcar no fogo e mexa até virar uma calda fina. Despeje sobre o bolo quando desenformar.

Salada de quinua, camarões grelhados e vinagrete de tomates

Manhã de domingo com céu azul de primavera, temperatura amena e nada pra fazer. Fiquei muito animada para ir à feira Glória, bairro roots da Zona Sul do Rio, comprar ingredientes frescos pro almoço. Eu não tinha muita certeza do que queria preparar, mas queria que fosse leve.

Achei uma barraca com um camarão médio, muito fresco e a um preço ótimo. O que é melhor: o cara limpa. Prometi mais uns trocados pra ele tirar as tripinhas de cima e de baixo. Fui dar uma volta e deixei o cara lá na função. Excelente negócio!

Depois de ir até o fim da feira para ver as barracas de antiguidades, comprei os complementos (tomate-cereja, limão, coentro e pimenta branca pra moer), além de outros mimos que você só encontra em feira boa, e passei pra pegar o camarão já limpo e empacotado. Perfeito.

Minha ideia foi fazer uma salada de quinua com camarões grelhados e suculentos. Fiz em menos de 20 minutos e ficou ótimo!

Ingredientes

– 500g de camarões médios e limpos

– 1 limão
– 2 alhos picados

– Pimenta branca moida

– Sal

– 300g de tomates-cereja (ou qualquer outro pequenino) cortados ao meio

– 1/2 xícara de coentro picado

– 1/2 xícara de quinua

– azeite

Modo de fazer:

– Prepare 1/2 xícara de quinua como indicado na embalagem e temperada apenas com sal. Reserve.

– Lave os camarões, escorra e acrescente o alho e o suco de meio limão. Grelhe rapidamente o camarão dos dois lados, deixando-os levemente mal passados por dentro.

– Corte os tomates-cereja ao meio. Você pode picar mais pra ficar com cara de vinagrete, mas eu realmente gosto de sentir o tomatinho estourando quando mordo. Chega a ser doce. Junte o coentro picado e tempere com o resto do limão, azeite, sal e pimenta branca.

– Arrume a quinua no centro do prato. Coloque uma camada de vinagrete de tomates e por cima os camarões.

– Moa um pouco de sal grosso com pimenta branca sobre o camarões e regue com azeite.

Salada de espinafre, ricota (ou feta) e tomates cereja

Este fim de semana estamos fazendo spa em casa. Nada de gulodices e comidas gordurosas.

Comecei bem, com esta salada com umas 200 a 250 kcal em um prato bem servido.

Uma delícia e segurou bastante a fome.

Ingredientes:

1 maço de espinafre

300g de tomate cereja

200g de ricota ou queijo feta

Azeite

Limão

Sal

Pimenta branca

Modo de fazer:

– Lave bem o espinafre e separe as folhas apenas. Tempere com o sal, o limão, a pimenta e o azeite.

– Misture a ricota.

– Pique os tomatinhos ao meio e jogue por cima.

– Regue com mais azeite.

Pronto!

Bolo de morango ou bolo de verão

Sempre tive problema ao fazer bolo de morango. A fruta fica sorando e ele despedaça todo.

Mas esse bolo do smittenkitchen.com parece incrivelmente bom.

Ingredientes:

  • 85g manteiga sem sal, à temperatura ambiente
  • 188g farinha de trigo
  • 1 ½ colher chá de fermento em pó
  • ½ colher chá de sal
  • 150g + 2 colheres sopa de açúcar branco
  • 1 ovo grande
  • 118ml leite
  • 1 colher chá de extrato de baunilha
  • 400g de morangos, cortados ao meio

Pré-aqueça o forno a 165ºC. Unte com manteiga uma forma de torta.

Misture a farinha, o fermento e o sal. Reserve.

Com a batedeira, bata bem a manteiga com o açúcar, até obter uma massa pálida e fofa. Adicione o ovo, o leite e a baunilha e bata até estar homogéneo.

Acrescente a mistura de farinha gradualmente, e vá misturando com uma colher de pau. Não bata muito a massa.

Coloque a massa na forma previamente untada.

Disponha os morangos, com o lado do corte para baixo, enterrando-os ligeiramente na massa.

Ponha-os numa só camada. Polvilhe com as restantes 2 colheres de sopa de açúcar e leve ao forno até que um palito saia seco.