Cuscuz marroquino com frutos do mar apimentados

CuscuzmarroquinocomfrutosdomarHoje eu vi um programa de turismo sobre o Marrocos e fiquei morrendo de vontade de comer cuscuz marroquino. Como cordeiro demora mil anos para ficar pronto, optei por fazer com frutos do mar, inspirada na receita de Carla Duclos, do blog Entrepanelas.

Dei uma modificada na receita original acrescentando outros frutos do mar além do camarão e coentro.

O que me chamou atenção nesta receita foi o cheiro da canela enquanto refogava o alho. Absurdamente maravilhoso.

Ingredientes:

* 150 g de cuscuz marroquino
* azeite de oliva
* 2 limões
* sal e pimenta do reino moída na hora
*4 dentes de alho picados
* 1 pitada de pimenta calabresa
* salsinha e coentro frescos e picados
* 1 colher de chá de sementes de cominho
* 1 colher de chá de canela em pó
* 300 g de peixe branco (sem pele e sem espinha)
* 300 g de frutos do mar (comprei a mistura de paella congelada)
* 5 tomates bem vermelhos
* 1 xícara de ervilhas congeladas

Modo de preparo:

1. Coloque o cuscuz num refratário e adicione uma boa porção de azeite de oliva, suco de 1 limão siciliano, sal e pimenta do reino a gosto. Adicione água fervente até cobrir o cuscuz, cubra com um prato e aguarde até que ele absorva toda a água (cerca de 10 minutos).
2. Leve uma panela ao fogo com azeite de oliva e quando o azeite estiver aquecido coloque o alho, a pimenta, o cominho e a canela e mexa. Coloque o peixe por cima, os frutos do mar, os tomates picados e a ervilha. Adicione o suco de 1 limão siciliano. Tampe a panela e quando levantar fervura, abaixe o fogo. Deixe cozinhar por 8 minutos ou até que o peixe esteja cozido. Adicione a salsinha e o coentro (reserve um pouco para servir) e mexa delicadamente. Prove e adicione sal e pimenta a gosto.

Para servir:

* Com um garfo, afofe o cuscuz e coloqe numa travessa um pouco funda (com bordas). Coloque o peixe com o molho de camarão por cima. Salpique um pouco de salsinha picada por cima.

Anúncios

Peixe ao forno

Estou poupando calorias. Dieta máxima!!! Isso explica eu estar fugindo da cozinha e ter abandonado

Peixe
Peixe

temporariamente o blog. Mas como comer é preciso, que se coma bem.

Essa receita é bem light e fica uma delícia.

Ingredientes

1kg de peixe branco (usei namorado em postas)

1 cebola

1 cabeça de alho

coentro

sal

pimenta do reino

2 limões

* * * * * *
Modo de fazer

Forre um tabuleiro ou travessa com papel alumínio, lembrando de deixar a mesma quantidade de papel para cobrir o peixe, como um envelope.

Lave o peixe e arrume sobre o papel. Esprema o limão sobre o peixe e tempere com sal e pimenta.

Descasque os dentes de alho e corte-os ao meio, arrumando-os sobre o peixe. Descasque a cebola e corte em quatro. Vá separando as camadas de cebola e arrumando-as sobre o peixe. Pique o coentro e salpique sobre o peixe.

Cubra o peixe com o papel restante, fechando as bordas de forma que o vapor não saia enquanto o peixe assa.

Leve ao forno pré-aquecido e asse 50 minutos.

Quando servir, regue o peixe com o molho que sobrar no papel alumínio. Servi com legumes cozidos no vapor.

Ceviche

 

A primeira vez que comi ceviche foi num restaurante nipo-peruano de São Paulo, o Shimo. Achei bem interessante esse peixe marinado no limão.

Os peruados o servem acompanhado de batata doce cozida, cortada em rodelas e fria.

Achei bem fácil de fazer e o resultado é excelente.

 

Ingredientes

1 kg de peixe de carne branca (pescada, linguado, robalo, pargo, cherne etc.)

9 limões

2 cebolas picadas em quadradinhos bem pequenos

1 dente de alho picado da mesma forma

2 colheres de chile moído

1 colher de chá de gengibre ralado

8 colheres de sopa de azeite

1 xícara de coentro fresco picado bem pequenino

Sal

 

Modo de fazer

Misture o peixe com o suco dos limões e deixe marinar por 1 hora. O ponto é quando o peixe está branco, mas ainda está mole e suave.

Escorrer o caldo e misturar o restante dos ingredientes.

Sirva frio.

 

Dica: o peixe deve ser fresco. Não pode ser congelado.

Colônia dos pescadores de Copacabana

Na semana passada eu postei minha receita de risoto de camarão e falei da colônia dos pescadores de Copacabana, mas não dei detalhes. Resolvi voltar ao tema, porque realmente vale uma visita.

A colônia fica no cantinho direito de Copa, em frente ao Sofitel. Todos os dias, diversos pescadores vendem o que acabaram de tirar do mar. Os peixes são muito frescos e você consegue uma boa variedade. Outro dia comprei uma espada bicuda, que eu nunca tinha ouvido falar, e fiz uma moqueca espetacular.

O ideal é chegar lá por volta das 10 horas, quando os barcos estão chegando. Mas eu sempre perco a hora nos fins de semana. Nem preciso dizer que durmo mais que a cama, né?! Quando isso acontece, vou à peixaria ao lado. Tem de tudo, dos mais básicos namorado e atum até lagosta e ostras. E eles entregam.

Praia de Copacabana, Posto 6.

Tel.: 2523-4151, 2513-1903 e 8857-3878.

Moqueca capixaba

Minha mãe é capixaba. O peixe lá em casa sempre foi preparado dessa forma. Eu nem sabia que se chamava Moqueca Capixaba. Pra mim, era apenas o peixe da minha mãe.

Eu não deixo a tradição morrer. Na maioria das vezes que preparo peixe, faço exatamente como manda a dona Teca.

Esta receita rende umas 5 porções e fica ótima acompanhada de arroz branco.

Fer, essa é pra você.

 

Ingredientes

          2 kg de peixe (prefiro os de carne branca) cortados em postas grossas

          1 maço de coentro

          1 maço de cheiro verde

          2 cebolas médias

          4 tomates

          Azeite

          1 Pimenta dedo-de-moça

          Sal

          Limão

 

Dica: guarde a cabeça do peixe para fazer pirão.

 

Modo de fazer

           Peça ao cara da feira ou da peixaria para tirar as escamas do peixe, limpar e cortar em postas.

          Lave bem e passe bastante limão. Lave novamente e tempere com sal e limão.

          Corte as cebolas e os tomates em rodelas. Pique o coentro e o cheiro verde. Corte a pimenta ao meio e tire as sementes. Lave bastante e corte em rodelas bem miúdas. Misture os temperos.

          Normalmente, os capixabas esfregam no fundo da panela de barro um pouco de óleo de e azeite de oliva para untar. Eu uso só o azeite.

          Forre o fundo da panela com parte dos temperos e disponha as postas de peixe uma ao lado da outra.

          Cubra com o resto dos temperos e regue com azeite. Deixe pegar o gosto por uns 20 minutos.

          Algumas pessoas usam urucum por cima, mas eu não gosto.

          Leve ao fogo alto até ferver. Você verá que o peixe solta uma grande quantidade de água. Portanto, não é preciso colocar água.

          Prove o caldo e adicione sal a gosto.

          Cozinhe por uns 20 minutos em fogo alto e não mexa em hipótese alguma para o peixe não desmanchar. Vá balançando a panela.

 

Pirão

 

          Lave, tempere e cozinhe a cabeça do peixe, exatamente como fez com as postas, porém em uma panela separada. Neste caso, será preciso colocar um pouco de água, para dar bastante caldo.

 

          Eu costumo pegar um pouco do caldo da moqueca também. Faça isso com uma concha.

 

          Depois de cozinhar bastante, coe e leve o caldo novamente ao fogo até levantar fervura.

 

          Vá acrescentando farinha de mandioca bem aos pouquinhos para não dar pelotas.

 

          Não deixe ficar muito grosso. Ele tende a ficar mais duro conforme for esfriando.